O Farroupilha
  1. Home
  2. Artigo

Coronavírus - O Problema è sério e É Real

O título dessa coluna não se dá pelo fato do Príncipe Charles Philip Arthur George Windsor, Príncipe de Gales, filho da Rainha Elizabeth II do Reino Unido e primeiro na linha de sucessão Britânica estar contaminados com o Coronavírus – Covid -19. O problema é bem mais abrangente.

O Covid-19 já matou mais de 21.200 pessoas no mundo todo, enquanto o número de infecções é próximo de meio milhão. A Itália computa o maior número de vítimas da pandemia, mas, toda a Europa está experimentando um forte crescimento de mortes e infecções. Na Espanha, o vírus está propagando-se muito rapidamente, os dados de 25/03/2020 à noite registram  3.643 vítimas fatais, 56.188 casos de infecção (47.610) e 5.367 pessoas recuperadas, fazendo da Espanha, no periodo inferior a duas semanas, o segundo país do mundo com mais mortes por Coronavirus.

Na Alemanha, cinco mil infectados em vinte e quatro horas, informa o centro epidemiológico do Robert Koch Institut. Segundo as contagens do mesmo Instituto, as infecções confirmadas teriam passado de 37.000 ontem para 41.255, com 224 vítimas fatais. A idade média dos infectados na Alemanha é muito menor do que na Itália e na Espanha, e isso poderia explicar o fato de que a taxa de mortalidade é enormemente menor.

A Rússia ainda parece resistir, onde há 840 casos confirmados e 3 mortes. Na capital Moscou, lojas, bares e restaurantes estão fechados e as conexões aéreas internacionais foram suspensas (exceto pelo retorno dos cidadãos russos à sua terra natal). O Kremlin exclui que uma epidemia de Covid-19 está em andamento: “A situação é melhor do que em outros países”.

Na China, foram relatados 67 novos casos e seis mortes. Segundo a Comissão Nacional de Saúde, todos os novos casos são vindos do exterior. Wuhan, a cidade mais atingida, permanecerá “fechada” até 8 de abril. Desde dezembro, o Covid-19 causou 3.287 mortes na China, com um total de 81.285 infecções e 74.051 recuperadas.
Na África, 46 países foram afetados, registrando 72 mortes e mais de 2.700 infectados, relata o Centro de Controle de Doenças da União Africana (CDC África). Em 46 países do continente, existem pelo menos 2.746 casos de infecção e 210 pessoas curadas. 

“A Itália se tornou a plataforma de conhecimento na Europa”. Assim  afirmou o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge, acrescentando que o Velho Continente deve aprender com a abordagem da Itália. Giuseppe Conte primeiro-minisro da Italia afirmou  durante uma videoconferência com os chefes de estado e de governo do Conselho da UE: “Se continuarmos divididos, a resposta será ineficaz e isso nos tornará fracos e expostos às reações do mercado. Devemos garantir aos nossos cidadãos os cuidados médicos necessários e a proteção social e econômica de que eles precisam. Não há alternativas”.

Os chefes de estado da Europa e outros continentes ficaram  horrorizados com a postura adotada pelo Presidente Jair Bolsonaro que contraria as medidas de isolamento social, adotadas em centenas de países. A própria Sociedade Brasileira de Infectologistas – SBI rebateu a fala de Bolsonaro sobre o Coronavírus, e apontou que é “temerário” associar as mortes de idosos na Itália ao clima frio. Tais mensagens podem dar a falsa impressão à população que as medidas de contenção social são inadequadas e que a COVID-19 é semelhante ao resfriado comum, esta sim uma doença com baixa letalidade. [...] A pandemia é grave.

Até a noite do passado dia 24.03.2020 foram registrados oficialmente mais de 21.200 mortes por coronavírus em todo o mundo e 470.800 pessoas infectadas em cerca de 200 países, e propavelmete messe momento alguns milhares de infectados e mortos devem ser somados a esses dados. Tomem cuidado, o problema é sério e é real.