O Farroupilha
CLAUDIA IEMBO
Por ora, apenas

Toda profissão tem seus desafios ou para expandir ainda mais as possibilidades, toda ação com um propósito oferece suas dificuldades. Uma das minhas é inspirar-me. A escrita requer uma fonte, seja ela qual for, e a mais rica de todas para mim são as pessoas. Mais fechada que na rua no último mês, tenho experimentado uma espécie de escassez. Ainda bem que apenas de inspiração.

Como a limonada tem que sair, acabo substituindo o contato visual pela audição e neste campo não faltam elementos,...

Fragilidades expostas

Nestes tempos de isolamento social - ou seja lá que nome tenha o fato de estarmos mais dentro de casa, evitando a alegria dos dias ensolarados que antecedem a chegada do frio intenso por estas bandas – mal tenho tido tempo de ler os livros que peguei na biblioteca pública.

Enquanto vejo mensagens de gente inventando coisas para fazer, experimento um ritmo intenso de trabalho, que chega a afetar o acompanhamento das tarefas de casa propostas pela escola de minhas filhas. Antagônico. Mais suave seria se estivesse cumprindo a agenda de compromissos na rua. Elas...

A dor é de todos nós

A vida está diferente e é possível que fique assim por mais tempo do que gostaríamos. Se tudo tem um porquê, esta doença que assola a humanidade carrega ainda mais ensinamento. Dentre tantos, ela nos faz enxergar o quanto somos frágeis diante do desconhecido. E iguais. 

Ricos e pobres, do mais alto escalão ao mais baixo. Não importa. Ela é a mesma para todos. 

A ansiedade que carregamos conosco, pois estamos sempre de olho no amanhã e apreensivos se vamos ou não alcançar o que alm...

Detalhes

Como todo mundo sabe, um jornalista (ético, porque ainda existe este tipo) preserva suas fontes. Muitas vezes a informação chega até nós, mas a pessoa que a traz pede para não ser citada. Descartando as jogadas que fazem com a imprensa – sim, porque fazem – o pedido precisa ser levado a sério. É exatamente a postura que determina todo o resto, incluindo a qualidade do resultado.

Às vezes, a fonte nem pede, mas a gente, no contexto todo, acha melhor não a citar. Dito isso, entremos no assunto da semana.&n...

Fugir, como?

Que tempos difíceis estamos vivendo! O novo coronavírus é o que predomina, no ar e nas mentes. Como sobram motivos que impulsionem as dissertações sobre o tema, vou fugir dele: com reclusão, com água e sabão.
Mal começamos o enfrentamento da doença em nosso país. Sem dúvida será um capítulo doloroso da nossa história.

Cada dia mais complicado manter a ânimo em meio às lágrimas e às preocupações. Os semblantes mudaram e com o verã...

Contágio

Tanto a ser dito sobre tantos temas! Estamos rodeados de assuntos que rendem conversas, atritos, preocupações. 

Eu poderia discorrer sobre afastamentos por problemas de saúde, sobre interesses políticos em ano eleitoral, sobre emissoras de TV que mostram algo e depois precisam se retratar - por conta das informações que vêm à tona - sobre policiais que quebram pernas pelas rasteiras que dão, sobre a preocupante pandemia do Coronavírus, que agora está bem perto de nós, sobre a falta de chuva que nos...

Agora sim

Feliz 2020! Não é sempre assim: o ano começa efetivamente depois do carnaval? Pelo Brasil afora certamente ainda tem gente agarrada ao que resta da festa, como se fosse possível prolongar ilusões. A realidade bate à porta e a hora é de trabalhar (desculpem-me generalizar).

O tempo, alheio ao nosso desespero, continua seu ritmo e como o ano é bissexto, fevereiro se prolonga. Apenas um dia nos separa do terceiro mês. Já! Vida seguindo e nada, além de água, vai cair do céu; por isso é preciso...

Não me leve a mal

Farroupilha está em chamas! Já viu um incêndio acontecer em silêncio? Atearam fogo e até o fogo faz barulho.  Compra, não compra; compra, não compra, opa, quis dizer: guerreiros com guerreiros fazem zigue-zigue-zá. Se fosse brincadeira, seria mais fácil, mesmo sabendo que quem entra no jogo precisa estar disposto a jogar.
Tudo isso provoca barulho, como se não bastasse o ruído do carnaval que desfila a falta de discernimento de um povo que se contenta com pouco. Bastam suor e cerveja. Foliões. Tamb&e...

Não me leve a mal

Farroupilha está em chamas! Já viu um incêndio acontecer em silêncio? Atearam fogo e até o fogo faz barulho.  Compra, não compra; compra, não compra, opa, quis dizer: guerreiros com guerreiros fazem zigue-zigue-zá. Se fosse brincadeira, seria mais fácil, mesmo sabendo que quem entra no jogo precisa estar disposto a jogar.
Tudo isso provoca barulho, como se não bastasse o ruído do carnaval que desfila a falta de discernimento de um povo que se contenta com pouco. Bastam suor e cerveja. Foliões. Tamb&e...

Dia Mundial do Amor

Estamos às vésperas do carnaval e por conta disso, em minha caixa de entrada de e-mails pipocaram notícias vindas de agências de comunicação. A maioria delas falando sobre doenças sexualmente transmissíveis, já que a proximidade da tal permissividade inerente à festa pagã faz brotar preocupações.

Tanto brota que fizeram até campanha a favor da abstinência sexual para evitar a gravidez na adolescência. Lançamento pouco antes do carnaval, não por acaso. Mas antes da...