O Farroupilha
  1. Home
  2. ODAIR MATOS

É justo para todos os interessados?

Por muitas vezes nos arrependemos de atitudes tomadas no passado e nos dá vontade de voltar no tempo e mudar as decisões, mas não somos donos tempo, este só a DEUS pertence, por este motivo precisamos curar as feridas abertas para quando olhar para as cicatrizes, perceber que superamos as dificuldades. Uma atitude que podemos ter para evitar novas feridas é não tomar decisões pelos nossos impulsos e sim avaliar antes se o que faremos é justo para todos os interessados, sendo assim ganharemos tempo fazendo apenas o que é correto ao invés de ficar esquentando a cabeça e perdendo tempo com o que de fato é desnecessário.

Uma frase que li em um livro no passado é “se houver algo que você venha a fazer onde uma única pessoa não possa saber, não faça pois isto está erado” e eu reforço, se “pensar” em fazer algo que uma pessoa não possa saber troque de pensamento. Pois pelo mesmo motivo que este, no programa O Aprendiz ministrado por Roberto Justus, houve uma demissão dupla, além da tradicional demissão de um dos participantes que após perder a prova é confrontado na sala de reuniões pelo âncora e seus conselheiros, Montalvão teve seu caráter afrontado por tentar ganhar vantagem ao utilizar o nome de Ricardo Justus, filho do próprio Roberto Justus para conseguir uma parceria na execução da prova. Foi exibido no ar o momento em que Montalvão liga para a empresa de Ricardo e usa palavras que deixa Justus irritado: “Mas eu conversei com Ricardo(Justus) e ele falou: “liga na Jk”. Então assim.... faz. Ou seja, ele quer que pelo menos nesta prova a Voyager (empresa do filho de Justus) esteja, porque senão ele não haveria me dado o seu telefone concorda?”. Ou seja, ele criou uma situação que não é real, colocando palavras na boca de alguém que não disse. Isto de fato caracteriza certa falta de caráter, muitos vão dizer que é pela emoção da hora, mas normalmente é a emoção da hora que pode te prejudicar em oportunidades futuras.

Minha mãe já me dizia, “o ser humano tem a capacidade de pensar três vezes antes de falar”. Então dentro das atividades que você pense, faça ou haja lembre-se de se fazer esta única pergunta: É justo par todos os interessados? Se a resposta for sim siga em frente, pelo contrário troque o rumo para não sofrer as consequências no futuro.