O Farroupilha
PATRÍCIA PERONI
Vamos realizar o que planejamos?

Todo mundo sabe que nós estamos cada dia mais expostos a informações, atividades, compromissos... E todo esse estimulo acaba nos deixando “desnorteados”. Não sabemos o que fazer, nem quando fazer. A internet é uma “isca” perfeita para o foco. Quantas horas você passa na internet por dia pesquisando coisas que talvez não fossem importantes naquele período? Pense nisso.
Estamos sempre em movimento. Esse movimento exige organização e gerenciamento do nosso tempo, pois senão, ficamos com a sensação de que o tempo passou rápido e que não conseguimos concluir o que havíamos pretendido e ficamos com o sentimento de frustração.
Pense em quantas coisas você planejou para o mês de Junho e quantas delas você realmente concretizou. Isso pode ser assustador. Por isso, hoje quero compartilhar duas dicas simples que podem ser o primeiro passo para a realização dos seus objetivos e consequentemente de conseguir uma melhor qualidade de vida, vamos lá?
COLOQUE SUAS METAS EM UM PAPEL: quando você escreve e deixa visível todos os dias consegue estabelecer uma relação de compromisso com o desejo assumido. Escreva na sua agenda, na porta do quarto, na geladeira, no celular, no computador... Escreva em todos os locais que você acha que podem lhe ajudar. Assim você sempre será “cobrado” pelos bilhetes/anotações e as chances de realizar serão maiores.
ENCARE SUAS METAS COMO OBRIGAÇÕES: nós encaramos diversas atividades do nosso dia-a-dia como obrigações, não é mesmo? Que tal encarar as suas metas pessoais também como obrigações, ou seja, precisam ser cumpridas? Ler um livro, ir para a academia, ligar para agendar uma consulta, escrever um texto... Esses são só alguns exemplos de atividades que podem ser realizadas facilmente se não as deixarmos como “opcionais” em nosso cotidiano.
Gostou? Tenho certeza que você pode colocar elas em prática. São apenas duas dicas para que realmente sejam utilizadas. Espero que você consiga nesta próxima semana realizar o seu planejamento. Comece aos poucos, mas comece. Se não deu para concluir 100% tudo bem, mas o importante é ter feito mais coisas que você gosta e precisa do que na semana anterior. Uma ótima semama!

Vamos realizar o que planejamos?

Todo mundo sabe que nós estamos cada dia mais expostos a informações, atividades, compromissos... E todo esse estimulo acaba nos deixando “desnorteados”. Não sabemos o que fazer, nem quando fazer. A internet é uma “isca” perfeita para o foco. Quantas horas você passa na internet por dia pesquisando coisas que talvez não fossem importantes naquele período? Pense nisso.

Estamos sempre em movimento. Esse movimento exige organização e gerenciamento do nosso tempo, pois senão, ficamos com a sensação de que o tempo passou rápido e que não conseguimos concluir o que havíamos pretendido e ficamos com o sentimento de frustração.

Pense em quantas coisas você planejou para o mês de Junho e quantas delas você realmente concretizou. Isso pode ser assustador. Por isso, hoje quero compartilhar duas dicas simples que podem ser o primeiro passo para a realização dos seus objetivos e consequentemente de conseguir uma melhor qualidade de vida, vamos lá?

COLOQUE SUAS METAS EM UM PAPEL: quando você escreve e deixa visível todos os dias consegue estabelecer uma relação de compromisso com o desejo assumido. Escreva na sua agenda, na porta do quarto, na geladeira, no celular, no computador... Escreva em todos os locais que você acha que podem lhe ajudar. Assim você sempre será “cobrado” pelos bilhetes/anotações e as chances de realizar serão maiores.

ENCARE SUAS METAS COMO OBRIGAÇÕES: nós encaramos diversas atividades do nosso dia-a-dia como obrigações, não é mesmo? Que tal encarar as suas metas pessoais também como obrigações, ou seja, precisam ser cumpridas? Ler um livro, ir para a academia, ligar para agendar uma consulta, escrever um texto... Esses são só alguns exemplos de atividades que podem ser realizadas facilmente se não as deixarmos como “opcionais” em nosso cotidiano.

Gostou? Tenho certeza que você pode colocar elas em prática. São apenas duas dicas para que realmente sejam utilizadas. Espero que você consiga nesta próxima semana realizar o seu planejamento. Comece aos poucos, mas comece. Se não deu para concluir 100% tudo bem, mas o importante é ter feito mais coisas que você gosta e precisa do que na semana anterior. Uma ótima semama!

Vamos realizar o que planejamos?

Todo mundo sabe que nós estamos cada dia mais expostos a informações, atividades, compromissos... E todo esse estimulo acaba nos deixando “desnorteados”. Não sabemos o que fazer, nem quando fazer. A internet é uma “isca” perfeita para o foco. Quantas horas você passa na internet por dia pesquisando coisas que talvez não fossem importantes naquele período? Pense nisso.

Estamos sempre em movimento. Esse movimento exige organização e gerenciamento do nosso tempo, pois senão, ficamos com a sensação de que o tempo passou rápido e que não conseguimos concluir o que havíamos pretendido e ficamos com o sentimento de frustração.

Pense em quantas coisas você planejou para o mês de Junho e quantas delas você realmente concretizou. Isso pode ser assustador. Por isso, hoje quero compartilhar duas dicas simples que podem ser o primeiro passo para a realização dos seus objetivos e consequentemente de conseguir uma melhor qualidade de vida, vamos lá?

COLOQUE SUAS METAS EM UM PAPEL: quando você escreve e deixa visível todos os dias consegue estabelecer uma relação de compromisso com o desejo assumido. Escreva na sua agenda, na porta do quarto, na geladeira, no celular, no computador... Escreva em todos os locais que você acha que podem lhe ajudar. Assim você sempre será “cobrado” pelos bilhetes/anotações e as chances de realizar serão maiores.

ENCARE SUAS METAS COMO OBRIGAÇÕES: nós encaramos diversas atividades do nosso dia-a-dia como obrigações, não é mesmo? Que tal encarar as suas metas pessoais também como obrigações, ou seja, precisam ser cumpridas? Ler um livro, ir para a academia, ligar para agendar uma consulta, escrever um texto... Esses são só alguns exemplos de atividades que podem ser realizadas facilmente se não as deixarmos como “opcionais” em nosso cotidiano.

Gostou? Tenho certeza que você pode colocar elas em prática. São apenas duas dicas para que realmente sejam utilizadas. Espero que você consiga nesta próxima semana realizar o seu planejamento. Comece aos poucos, mas comece. Se não deu para concluir 100% tudo bem, mas o importante é ter feito mais coisas que você gosta e precisa do que na semana anterior. Uma ótima semama!

Vamos realizar o que planejamos?

Todo mundo sabe que nós estamos cada dia mais expostos a informações, atividades, compromissos... E todo esse estimulo acaba nos deixando “desnorteados”. Não sabemos o que fazer, nem quando fazer. A internet é uma “isca” perfeita para o foco. Quantas horas você passa na internet por dia pesquisando coisas que talvez não fossem importantes naquele período? Pense nisso.

Estamos sempre em movimento. Esse movimento exige organização e gerenciamento do nosso tempo, pois senão, ficamos com a sensação de que o tempo passou rápido e que não conseguimos concluir o que havíamos pretendido e ficamos com o sentimento de frustração.

Pense em quantas coisas você planejou para o mês de Junho e quantas delas você realmente concretizou. Isso pode ser assustador. Por isso, hoje quero compartilhar duas dicas simples que podem ser o primeiro passo para a realização dos seus objetivos e consequentemente de conseguir uma melhor qualidade de vida, vamos lá?

COLOQUE SUAS METAS EM UM PAPEL: quando você escreve e deixa visível todos os dias consegue estabelecer uma relação de compromisso com o desejo assumido. Escreva na sua agenda, na porta do quarto, na geladeira, no celular, no computador... Escreva em todos os locais que você acha que podem lhe ajudar. Assim você sempre será “cobrado” pelos bilhetes/anotações e as chances de realizar serão maiores.

ENCARE SUAS METAS COMO OBRIGAÇÕES: nós encaramos diversas atividades do nosso dia-a-dia como obrigações, não é mesmo? Que tal encarar as suas metas pessoais também como obrigações, ou seja, precisam ser cumpridas? Ler um livro, ir para a academia, ligar para agendar uma consulta, escrever um texto... Esses são só alguns exemplos de atividades que podem ser realizadas facilmente se não as deixarmos como “opcionais” em nosso cotidiano.

Gostou? Tenho certeza que você pode colocar elas em prática. São apenas duas dicas para que realmente sejam utilizadas. Espero que você consiga nesta próxima semana realizar o seu planejamento. Comece aos poucos, mas comece. Se não deu para concluir 100% tudo bem, mas o importante é ter feito mais coisas que você gosta e precisa do que na semana anterior. Uma ótima semama!

Nove hábitos para melhorar sua positividade

Esta semana assisti uma live no Instagram do conhecido Caio Carneio, autor do best seller Seja foda. O tema da live eram os 9 hábitos das pessoas positivas e como achei muito interessante quero compartilhar com você.

 

1. Não reviva o passado
O maior inimigo do sucesso futuro é o seu sucesso presente. O que passou não volta e não adianta usar como bengala. O que nos resta é correr atrás do presente e do futuro com garra e determinação.

2. O medo não é um inimigo
É normal sentir medo. O medo é um estado de alerta e faz com que você aja com cautela em determinadas situações.
 

3. Tenha paixões em sua rotina
O que te faz feliz em seu dia? Tenha algo que faça seu olho brilhar e faça mais do que te faz feliz.

4. Seja o menos positivo do seu grupo
O que isso significa? Que se você for o mais positivo significa que está andando com pessoas muito negativas. 

5. Promova as mudanças indispensáveis
Mude aquilo que você vem adiando e que está te impedindo de ser mais positivo.

6. Pare para abastecer seu carro
Essa é minha metáfora favorita. Se o seu carro fica sem combustível você não consegue o fazer andar, certo? O mesmo acontece conosco.

7. Pare de tentar ser positivo o tempo todo
Permita-se chatear às vezes e peça ajuda quando necessário! Apenas lembre-se que os momentos felizes precisam ser em maior quantidade do que os não felizes.

8. Medite
Tenha um tempo só para você, respire, se conecte com você mesmo.

9. Faça o bem para alguém
Quando seu dia estiver muito difícil ou desafiador, faça o bem para alguém, isso muda o seu dia.

Gostou das dicas? Coloque-as em prática e veja como sua vida pode melhorar muito.

‹ página anterior próxima página ›