Moroni: Brizola, líder carismático !!!

Ao comemorarmos os 100 anos do nascimento de Leonel de Moura Brizola, queremos prestar uma homenagem a todos os trabalhistas que apoiavam o grande líder Brizola.
Se a educação é a mola propulsora do desenvolvimento sócio econômico de qualquer nação, esta assertiva Brizola colocou em prática.
Como governador do Rio de Janeiro, criou os CIEPS (Centros Integrados de Educação Integral), onde as crianças tomavam o café da manhã no colégio, almoçavam, continuavam os estudos à tarde e faziam um lanche antes de retornarem para suas casas, além de cada CIEP propiciar aos alunos assistência medica e odontológica.
Como governador do Rio Grande do Sul, também seu governo foi voltado muito para a educação.
Investir maciçamente em educação, “valorizar o magistério” e como dizia Brizola: “é melhor investir em escolas agora, do que em presídios no futuro”.
Educação é propiciar justiça social, igualdade de oportunidades e esperança num futuro melhor.
Eu, o companheiro José Carlos Zamboni e um grupo de candidatos a vereador – mesmo sem estarmos preparados e sem estrutura, numa decisão de última hora – não nos omitimos e, com orgulho, fomos candidatos naquela eleição atípica de 1982, logo após o retorno de Brizola do exílio, com votos vinculados de governador, senador, prefeito, deputado federal, deputado estadual e vereadores, sendo obrigados a votar em todos os cargos no mesmo partido, sob pena do voto ser anulado.
Em 1989, Brizola, como candidato a presidente, por muito pouco não chegou ao segundo turno com Collor e Lula. O resultado, nós sabemos no que deu, e infelizmente deixamos de ter um presidente com a liderança, o carisma, a inteligência e o patriotismo do Brizola.