O Farroupilha
  1. Home
  2. Notícias
Por: Patrícia Peroni

As “brutas” do Morro Gaúcho

As “brutas”  do Morro Gaúcho
Rosalete Brambilla (Foto: Site Clic Run)

Para quem não conhece, essa é a uma das etapas do Circuito Trilhas e Montanhas que ocorre em Arroio do Meio e estas corredoras completaram a prova mais “bruta do estado”: os temidos 54 quilômetros pelos morros com mais de 3100 metros de altimetria. Nesta etapa, mais de 20 atletas de Farroupilha se fizeram presentes nas distâncias de 5km, 15km, 25km e 54km. Hoje o destaque é de três mulheres da Associação Hermelu Runners que mostraram que são capazes de tudo o que se propuserem a fazer.

A Sirlei Meert, Rosalete Brambilla e Maria Rosane de Jesus contam para nós como foi essa experiência de participar de uma prova tão difícil pela primeira vez. Confira abaixo os depoimentos:

 “No ano passado participei da mesma prova no percurso curto dos 5km e em uma brincadeira com as amigas e colegas de corrida surgiu essa ideia de participarmos do 54km. O dia chegou 04-05-19.  Dia que vai ficar marcado pra mim como o dia em que superei meus limites e provei pra mim que posso realizar tudo que me propor a fazer. Uma prova difícil e muito dura com muitas trilhas com subidas que pareciam intermináveis mas com uma organização perfeita. Uma prova perfeita para todos que amam trilhas como eu  e para os que querem se superar a cada subida e vibrar na chegada independente da posição. – Sirlei Meert

 “Em 2017 conheci o Morro Gaúcho em Arroio do Meio e fiquei fascinada com a beleza do lugar em si. Vi as pessoas dos 30km e dos 50km chegando e disse para mim mesma que um dia estaria junto deles. Dois anos se passaram e fui para minha primeira ultra de 54km. Subidas intermináveis, descidas muito escorregadias e com muita lama, chuva , sol, lama, trilhas fechadas... mas cada km vencido  foi uma conquista. Um dos  trechos mais interessantes foi quando estávamos em quatro pessoas de cidades diferentes caminhando em silêncio na trilha quando um barulho chamou nossa atenção. Olhamos e para nossa surpresa era uma família enorme de Bugios que nos observava. Paramos, olhamos e seguimos nossa trilha para tão esperada chegada. Sozinhos não vamos a lugar algum, falo por mim.  Sem os amigos que tenho não teria realizado esse sonho, que agora é realidade: minha primeira ultramaratona. – Maria Rosane de Jesus

“Que prova ! Que percurso! Que dia!  Este foi o dia da minha superação. O dia que me desafiei e enfrentei os 54km no temido desafio do Brutus do Gaúcho.  Já havia participado da mesma prova no ano passado, onde percorri os 15 km, sendo que, a minha maior distância antes desta ultramaratona era de 26km. Me desafiei em um trajeto ao qual era feito por subidas intermináveis e descidas perigosas que estavam  com muita lama e percursos inexplicáveis. De todas as provas feitas, com certeza esta ficará na memória como a melhor de todas. Agora sou uma ultramaratonista e podem me chamar de bruta mesmo! Porque só quem foi e se desafiou sabe o quão difícil estava  esta prova.  Havia muitos pontos de apoio, com hidratação e alimentos para repor as energias dos ultramaratonistas, mas nada supera o sorriso no rosto daqueles que estavam lá para nos incentivar.” – Rosalete Brambilla

As três corredoras e agora ultramaratonistas ainda conquistaram troféus. Sirlei ficou com o 3º lugar geral acima de 40 anos, Rosalete com o 2º lugar geral acima de 40 anos e Maria Rosane com o 3º lugar em sua categoria. 

Parabéns a todos os atletas que se desafiaram nesta prova e em especial a estas três guerreiras que mostraram que quando unimos desafio com amizade e determinação somos capazes de realizar qualquer coisa.