O Farroupilha
  1. Home
  2. Notícias

Por: Redação

“Para onde o mundo vai, nós vamos juntos”

“Para onde o mundo vai, nós vamos juntos”
(Foto: Julio Soares/Objetiva)

Empresa familiar administrada por Maria  de Lourdes Anselmi e seus três filhos, a Malharia Anselmi, fundada em 1981 em Farroupilha, tem a essência da sua criadora, que soube transformar as dificuldades do início em combustível para o sucesso. Referência em tricô na América do Sul, a Anselmi entendeu que a inovação é o caminho. “Para onde o mundo vai, nós vamos juntos”, afirmou Maria de Lourdes, que palestrou na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), na segunda-feira (1º).

A empresa, hoje com 400 funcionários, conta com um parque fabril de 14 mil m², distribuídos em setores de criação, tecelagem, costura e tinturaria própria, além de uma filial em Alto Feliz. Em 2020, planeja a instalação da tinturaria da empresa em área industrial que adquiriu da antiga Reichert Calçados em Feliz, tendo em vista a existência de estação de tratamento e possibilidade de captação da água do Rio Caí. “Estamos sempre inovando para fazer cada vez melhor, sem esquecer dos nossos valores e de cuidar das pessoas que trabalham na empresa. Esse sempre foi o meu caminho, então o sucesso foi acontecendo com base em muito trabalho, dedicação, viagens ao exterior, pesquisas e conhecimento”, comentou a empresária. 

Maria de Lourdes admite que as mudanças mercadológicas assustam e deixam os empresários inseguros em relação ao futuro. Mas aconselhou: “Não podemos parar no tempo, senão seremos engolidos. Temos que aprender a desaprender, estar abertos e atentos, pois vêm muitas mudanças por aí”. Para se preparar para elas, a Anselmi, segundo sua diretora, mantém todos os canais de vendas operando: pronta entrega, pedidos, outlet e-commerce e seis lojas próprias. A mais recente foi aberta no shopping JK Iguatemi, em São Paulo, a primeira operação própria da marca no Sudeste do país e a segunda fora do Estado.

Sobre a relação com os filhos na gestão da empresa, Maria de Lourdes é só elogios. Ela ressalta a grande afinidade que existe entre eles, cada um desempenhando sua função. Essa sintonia, em sua opinião, torna bastante ágil a tomada de decisões na rotina organizacional. Também já é consenso entre os quatro que Eduardo assuma o cargo de diretor no momento da sucessão. “Todos nós queremos levar a empresa para o mesmo lugar”, afirmou. 

Maria de Lourdes também se destaca por sua preocupação com o social e em fazer do mundo um lugar melhor para se viver. “Temos que ter mais empatia, cuidar mais das pessoas, olhar mais para o nosso semelhante, fazer o melhor e o que é certo. Não adianta ficar reclamando do governo, se queremos um país melhor, temos que começar por nós”, concluiu a diretora da Anselmi.