O Farroupilha
  1. Home
  2. ODAIR MATOS

O dia de amanhã trará suas próprias preocupações!

Hoje em dia é comum ver pessoas vivendo montanhas russas emocionais. A própria crise colocada pela mídia faz com que alguns afundem, se mantenham ou cresçam com ela, pois alteram seu estado emocional de acordo com a notícia que passa na TV. Não podemos mudar nosso sonho, apenas devemos mudar o plano de como estamos fazendo para alcançá-lo.
É muito simples ir a um parque de diversões e sentar no carrinho do brinquedo e mesmo dando frio na barriga saber que ele chegará ao seu destino pela segurança que tem, agora quero ver você assumir o controle de sua vida e nos altos e baixos manter a fé de que chegará ao destino com segurança.
Se analisar, normalmente ao acordar, estamos como se fosse no ponto de partida de uma montanha russa, quando colocamos o cinto e estamos tensos por não saber o que o dia reserva pela frente é como se estivéssemos tomando nosso café e assistindo ao noticiário. Sair para a rua pode significar fazer muita força para subir no ponto mais alto e encontrar muitas pessoas fazendo o mesmo, preocupadas correndo para lá e para cá. Aí vem a primeira decida e começamos nosso dia, já nas primeiras tarefas podemos nos pegar gritando e correndo contra o relógio, passaremos por loopings e curvas alucinantes para chegar ao final e repousar com o sentimento de dever cumprido. No outro dia, começa tudo de novo e devemos estar preparados, pois dificilmente as emoções serão as mesmas, às vezes mais fortes ou até mesmo mais fracas. Mas o que dá o sentido para encarar tudo de novo é saber que temos a possibilidade de garantir o futuro de nossa família através do nosso esforço diário.
Firme seu coração na verdade, e pare um pouco de se basear em tudo que está acontecendo em nosso país ou no mundo para tomar as decisões. Faça a sua parte e estabeleça um equilíbrio, pois o que seria do mundo sem a televisão? Todos acordariam cedo e sairiam em busca das próprias emoções do dia, e não ficariam preocupados com o que se passa na vida dos outros ou com as emoções futuras, pois o dia de amanhã trás as suas próprias preocupações!