O Farroupilha
  1. Home
  2. DARCI LEVIS

Você e a Bíblia: Capítulo 1: Não reclame das adversidades

Diariamente, todos nós enfrentamos adversidades. Isso sempre foi e será assim. Segundo a Bíblia Sagrada, desde que Adão e Eva comeram o fruto da árvore proibida, os seres humanos se tornaram pecadores. Neste sentido, foi a partir daquele momento que os seres humanos passaram a ter adversidades, e a morte física passou a existir. O novo testamento da Bíblia nos diz que se reconhecermos os nossos pecados e, sinceramente, pedirmos perdão a Deus em nome de Jesus Cristo, que morreu para pagar os pecados dos seres humanos, teremos a vida eterna. E, portanto, agindo dessa forma seremos salvos da morte eterna. 
Entretanto, em nenhum momento está escrito que após reconhecer e pedir perdão pelos nossos pecados, não teremos mais problemas durante a nossa vida na terra. Mas, conforme a Bíblia, quando estamos salvos e continuamos crendo em Jesus Cristo, a forma de resolver os nossos problemas muda drasticamente. Está escrito também, que as pessoas que ganharem a vida eterna não terão mais sofrimento, quando chegar a hora de recebê-la. 
Neste sentido, não vale a pena reclamarmos das adversidades, pois pode ser que o problema que temos de resolver hoje foi criado e colocado por Deus na nossa vida. Pode ser que esta adversidade foi criada para evoluir o nosso espírito, melhorar nosso coração e nosso caráter, ou ainda para salvar outras pessoas. 
Como exemplo de adversidades, podemos analisar a história de José, um dos filhos de Jacó, descrita no livro de Gênesis, a partir do capítulo 37. Jacó teve doze filhos. Mas José era o seu preferido. Jacó deixava evidente em suas ações como pai, que tinha preferência por José. Além disso, um dia José sonhou que seus irmãos se curvavam diante ele, e lhes contou isso. Por esses motivos, os irmãos de José não gostavam dele, ao ponto de querer matá-lo.
Um dia, os irmãos de José o venderam como escravo. E contaram a Jacó que um animal o havia matado. Isso criou uma adversidade enorme tanto para Jacó, quanto para José, que foi levado como escravo para o Egito. Então, José foi muito prestativo ao seu dono, chamado Potifar. Conforme Gênesis 39, Deus estava com José e Potifar entregou tudo o que tinha para José administrar, porque ele se tornou da sua extrema confiança. Mas um dia, a esposa de Potifar mentiu sobre José, e ele foi preso na cadeia onde ficavam os presos do rei. Outros presos, contaram sonhos que tiveram a José. E ele conseguia interpretá-los, sempre de forma correta.
Um dia, o rei teve um sonho e não sabia o que significava. Então, mandou tirar José da prisão para interpretá-lo. José disse ao rei que seu sonho significava que haveria sete anos de fartura e, depois, sete anos de falta de alimento. Disse também que deveriam guardar um quinto de toda a produção para a época de falta de alimentos. E assim, o rei tornou José governador do Egito. E deu a ele a tarefa de controlar a produção dos primeiros sete anos para os anos de fome que viriam. 
E assim, José enfrentou 13 anos de grandes adversidades para adquirir sabedoria e se tornar governador do Egito, evitando que milhares de pessoas, inclusive seus irmãos, passassem fome nos sete anos de falta de alimentos. Portanto, não reclame das suas adversidades, pois no tempo certo você descobrirá seus motivos.